Os Pestinhas que Ensinei

Não é fácil ensinar

Passarinho a ronronar

Se ele não desliga o celular

Mas alguém tem que tentar. 

 

Cai na prova?

Não amola

Vale nota?

Não, não vale

É de lápis?

Pode ser

 

Paciência infinita 

E letra bonita no quadro

Ele ou ela veem o ouro

Onde todos só veem pepita

 

Um mais um são dois

Vou usar isso depois?

Dá para fazer costela, 

Se tiver dois bois?

 

Toca o sinal

Até que enfim! 

Mas a aula não acabou. 

Vai para casa, solta a bolsa

E o trabalho só começou!

 

Corrige prova e vê trabalho

Tem pilha até o pescoço

Esquece até o almoço

Esquece até de respirar

 

No fim do mês é uma vergonha, uma tristeza!

Que não vem salário grosso

Cifrão pequeno, uma beleza!

 

Mas aí é só entrar na sala

Daqueles moleques chupando bala

Pega o caderno que eu cheguei! 

Seus pestinhas que eu ensinei!

 

Quem me conhece sabe que por todos os lados estou cercada de professores, professores para todo o canto! 

Eles me fizeram quem eu sou, e provavelmente fizeram a grande maioria de nós. Por isso esse dia é tão importante. Por isso eles merecem muito mais do que têm. 

Por isso eu levanto uma taça para o professor!

(Metaforicamente, é claro. Não tenho idade para beber.)

 

E aí? O que achou? Conta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s