RESENHA // Once Upon a Time

ATENÇÃO: O artigo contém spoilers sobre a trama da Série Once Upon a Time (ABC – 2011)

Não é preciso ser um gênio cinéfilo para perceber a tendência do cinema e televisão nos últimos anos.

A Fera;  A Menina da Capa Vermelha; João e Maria – Caçadores de Bruxas; João – O Caçador de Gigantes; Espelho, Espelho Meu; Branca de Neve e o Caçador;  Enrolados;  Grimm;  Beauty and The Beast; Ufa! O padrão? A revisão dos clássicos contos de fada (Principalmente dos irmãos Grimm e Hans Christian Andersen). Seguindo essa temática, a ABC criou Once Upon a Time. 

A história gira em torno de Emma, a salvadora, filha da Branca de Neve e do Príncipe Encantado.

Todos – Emma também, mas apenas por um dia – costumavam viver na Floresta Encantada, um reino que, como o nome diz, era cheio de magia. E, assim como ocorre com a magia do dinheiro, quem controla a magia, controla o reino. E é aí que entram Regina – nossa querida e bela Rainha Má – e Rumplestiltskin, os dois pseudo-vilões da trama.

Os dois conspiram para conjurar uma maldição terrível: Trazer todos aqueles personagens de conto de fada acostumados ao “felizes para sempre” para nosso horrível mundo sem magia. E ainda pior que isso! Os fez esquecer de quem eram, separando-os dos seus entes amados, e lhes dando backgrounds da vida real para que não voltem a se encontrar.

Tudo começa quando Henry, o filho que Emma entregou para a adoção, aparece a sua porta, sozinho, tendo atravessado meio país. Traz um livro de histórias e lhe diz que sua mãe adotiva é a Rainha Má e que Emma é a Salvadora da história. O garoto é um dos elementos-chave da trama. Por um tempo, ele é a única coisa que mantém Emma em Storybrooke. (Sim, o nome da cidade é sugestivo | Story -> Estória / Brooke -> Riacho, mas soa bastante como Book -> Livro).

O início da série é um pouco parado, focando mais na história de determinados personagens (suas vidas em nosso mundo e antes disso, na Floresta Encantada). Depois que tudo pega no tranco – mais ou menos no meio da primeira temporada – a qualidade da série decola.

Se você espera A) Fidelidade aos contos de fada originais ou B) Efeitos especiais de magia, melhor desistir agora. Porque:

A) Para evitar que uma gama inteira de vilões precisasse ser integrada à história, quase todos os vilões das histórias foram substituídos por Regina ou Rumple (Apelido carinhoso de Rumplestiltskin), e tais adaptações não naturais modificaram drasticamente as tramas.

B) O CGI parece ser caro demais para manter, então a produção faz magia como uma pequena névoa roxa ou verde e, umas duas vezes por temporada, faz animação de verdade, como um lobo, um dragão ou um barco voador.

O que é interessante sobre Once Upon a Time é que te habilita a ver todos os lados da história. Isso nos leva de volta ao termo pseudo-vilões que usei para descrever Regina e Rumple. Esses, até então vilões, também dividem conosco suas histórias, apresentando motivos incontestáveis para justificar suas ações. Talvez você não chegasse a agir como eles se estivesse em seus respectivos lugares, mas ainda assim acaba não conseguindo culpá-los. Chega um momento em que você cria mais simpatia pelos vilões do que pelos protagonistas.

A grande moral de Once Upon a Time, reiterada em quase todos os episódios é que o amor fala mais alto que qualquer coisa. Outras incluem: Nunca é tarde demais para fazer o bem, se você quiser mesmo mudar; Magia sempre vem a um preço; Nunca confie em uma mulher com armas. E nem em gente com magia. Principalmente a Regina. 

RECOMENDO a série, que é dotada de grande emoção, especialmente em fins de temporada. Apesar de algumas cenas piegas e a falta de química de alguns casais (|Snow e Charming| Que não vou nomear para não criar polêmica |Emma e Neal|), tudo vale a pena quando a alma não é pequena.

Once Upon a Time agora está sendo exibida em português na Record sob o nome Era Uma Vez.  (Segunda, Terça, Quinta e Sexta, às 22h15).

Não se esqueçam, Oncers… Toda magia vem com um preço!

——————————  X ———————————– X  ——————————————–

Isso é tudo por hoje! Gostou? Deixe um comentário!

Qual filme, série ou livro você gostaria de ver resenhado aqui?

E aí? O que achou? Conta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s